/ Seja sócio

associe-se

A importância de se filiar à ADG Brasil

Muito se discute no Brasil acerca da necessidade e da importância das associações profissionais de classe. Afinal de contas, muitos perguntam:  Por que se associar a elas? O que vou ganhar com isso? Quais benefícios terei de imediato? Há sempre uma preocupação a respeito de ganhos imediatos. Em relação ao design gráfico, pergunto: vale a pena se filiar à ADG? Eu digo que sim e explicarei aqui porquê.
Vários profissionais como advogados, médicos, engenheiros e arquitetos se fortaleceram com suas associações de classe conquistando ao longo dos anos, mais respeito e reconhecimento na sociedade e no mercado onde atuam. Os designers também podem se fortalecer mais se filiando à ADG que, ao longo dos anos, vem trabalhando no sentido de ajudar os estudantes, professores e designers com diversas ações de apoio.

Léo MacVal, Piero Lucchesi, Ricardo Leite, Leo Eyer e Henrique Nardi. Realizadores da 11ª Bienal de Design Gráfico, no Rio de Janeiro. Crédito: Luke Garcia 

Os designers enfrentam no seu dia-a-dia diversos desafios. Muitos clientes não conseguem entender o que você faz e você tem que explicar a eles a todo momento o seu ofício. Eles acham seu preço muito elevado e geralmente não pagam o valor que o seu projeto vale de verdade. Os preços que você cobra são muito diferentes dos de seus colegas e não há um consenso sobre isso. Você tem dificuldade em fazer um contrato e ainda tem muitas dúvidas sobre como proteger a propriedade intelectual de seus projetos. Seus projetos e seu escritório não têm visibilidade no mercado. Enfim, os clientes não conseguem entender o valor do design e não enxergam o benefício que ele pode trazer. Talvez você, estudante ou profissional de design, já tenha enfrentado alguns desses problemas e não soube o que fazer.

O que a ADG tem feito é exatamente se movimentar no sentido de reunir os designers junto a todas essas questões pertinentes ao ofício da profissão buscando a valorização dos associados frente à sociedade e ao mercado.

Vejo muitos designers constantemente reclamando do mercado que não reconhece a importância do design. Todos querem ser bem sucedidos e ter clientes, mas muitos se isolam. Ao fazer isso, se escondem da realidade e perdem oportunidades. O isolamento, a briga ferrenha por clientes, a falta de diálogo entre os colegas, a concorrência a qualquer custo e a ausência de discussão dos temas principais da profissão atrapalham o exercício de nossa atividade. Enfim, se não há união entre os profissionais, não há força para seu engrandecimento. Todos querem ser bem sucedidos, mas estando sozinhos, fica mais difícil articular e por em debate as principais questões da profissão.

Catálogo da 11ª Bienal de Design Gráfico. Crédito: Piero Lucchesi

O que a ADG tem feito pelo design e o que você pode ganhar com isso? Bom, para começar, questões relacionadas a tabelas de preços e nomenclatura do design gráfico sempre foram debatidas e atualizadas pela ADG gerando publicações como o ABC da ADG e o livro O Valor do Design, contendo até um modelo de contrato e dicas de renomados profissionais da área discutindo diversos temas importantes como mercado de trabalho, valorização e postura do profissional, orientação ao cliente, propriedade industrial, etc. A ADG vem trazendo, promovendo e apoiando ao longo dos anos eventos de esclarecimento sobre a profissão, atos de defesa ao designer frente à concorrência desleal, ações de valorização da profissão contra concorrências especulativas, além de inúmeros outros eventos como exposições, missões internacionais, mostras, palestras, debates, seminários, mesas redondas, workshops, happy hours e por fim a Bienal de Design Gráfico que este ano atinge a sua 12ª edição valorizando e divulgando o profissional nacional e mostrando mais uma vez a qualidade do nosso design.

Crédito: Piero Lucchesi

Pequena amostra dos trabalhos enviados para o Júri da 11ª Bienal.

Muitas pessoas quando procuram se filiar a uma associação ficam preocupadas com o que vão receber como brindes, bônus, descontos, assinaturas de revistas, etc. Sim, são razões interessantes para se associar, mas não as mais importantes. A preocupação com o os ganhos deve ser alongo prazo, pois numa associação profissional o bom relacionamento se constrói com o tempo. O maior ganho e talvez a mais importante razão de uma associação é a rede de contatos que se estabelece com os colegas designers que vivenciam situações semelhantes à sua. Os contatos permitem que haja um diálogo que possibilite ampliar o debate das questões mais críticas enfrentadas pelos designers.

Novas oportunidades de trabalho podem surgir também. Enfim, inúmeras relações pessoais que trarão ganhos mais duradouros para o profissional. A troca de experiências com certeza promove o fortalecimento de nossa classe.   Enfim, a importância de se associar à ADG está aqui demonstrada. Juntos, os designers promovem o aumento de sua auto-estima, se fortalecem e se valorizam mais no mercado. Desta forma fica muito mais fácil o diálogo com a sociedade e com os empresários através de trabalhos que estão fazendo a diferença, melhorando a vida das pessoas e tornando o design um importante aliado no desenvolvimento de nosso país.

Paulo Granato de Araújo
Designer formado pela ESDI, mestre em administração, professor da PUC-GO e Sócio ADG. pgranato@uol.com.br