/ 2013

10bienal

 

10ª BIENAL BRASILEIRA DE DESIGN GRÁFICO

Ano: 2013

Local: Memorial da América Latina – São Paulo

Nº de inscritos: 1.910

Nº de projetos: 444

Nº de profissionais: –

Com a não realização da mostra em 2011, a décima edição da Bienal Brasileira de Design Gráfico assumiu a difícil tarefa de ampliar o registro do panorama da produção brasileira de design gráfico de 2 para 4 anos.

A décima edição da Bienal da ADG Brasil recebeu 1.910 projetos desenvolvidos entre 2009 e 2012.

A primeira fase de avaliação aconteceu online, envolvendo 64 jurados nascidos ou residentes em 8 estados brasileiros e 13 países. Os 725 trabalhos melhor avaliados compuseram a Short List da Bienal e foram enviados a São Paulo, onde 39 pessoas – algumas das quais haviam participado da primeira fase de seleção – os julgaram presencialmente.

Ao final do processo, os 89 jurados selecionaram 444 projetos que foram divididos em 4 eixos para apresentação na exposição e no catálogo digital.

BIENAL EDITORIAL: Projetos de design resultados da edição de conteúdo para publicação. Essa definição atende principalmente aos produtos do chamado mercado editorial, como livros, revistas, jornais, catálogos e relatórios – bem como de elementos deste universo, como fontes desenvolvidas para leitura e logotipos editoriais. Mas a edição de conteúdo também está presente na programação de eventos e agentes culturais, produtos audiovisuais com extensos e sofisticados livretos e mesmo um cardápio.

BIENAL PROMOCIONAL: Projetos de design que promovam – começando pelo ato de identificar – serviços, produtos, eventos, campanhas publicitárias e sociais: marcas, sistemas de identidade & branding, alfabetos corporativos e uma vasta gama de ações e peças promocionais como cartazes, anúncios, embalagens, convites, brindes, portifólios.

BIENAL DIGITAL: Projetos desenvolvidos para assimilação interativa, em movimento ou online: sites institucionais e promocionais, animações e clipes musicais, vinhetas para televisão, aberturas de filmes, comerciais, games, apps e e-publicações, fontes digitais para tela, cenografia digital e mesmo sistemas de identidade visual para sites, agentes de mídias sociais, programas e canais de televisão e web.

BIENAL ETC&TAL: Projetos onde a comunicação visual se relaciona com outras atividades projetuais, como a arquitetura — em projetos de sinalização, ambientação e cenografia — e o design de produtos — de troféus e ladrilhos tipográficos aos indicadores no painel de uma máquina de lavar. Fronteiras onde o designer gráfico desenvolve suas soluções através de intenso diálogo com a obra ou o processo de produção de artistas plásticos, estilistas, ilustradores, músicos, dançarinos, escultores artesãos.