/ 2009

9bienal

9ºBienal Brasileira de Design Gráfico – Anatomia do Design

Ano: 2002

Local: Centro Cultural São Paulo – São Paulo

Nº de inscritos: 1.240

Nº de projetos: 286

Nº de profissionais: –

A 9ª edição da Bienal Brasileira do Design Gráfico esperou até 2009 para ser realizada em meio à celebração de 20 anos da ADG Brasil. Inicialmente a mostra ocupou o Centro Cultural São Paulo com 286 projetos selecionados de 1.240 inscrições e uma programação de debates e palestras.

No mesmo ano a Bienal iniciou sua primeira itinerância fora do país, participando da Semana Internacional da Indústria Criativa em Xangai, na China. Lá, a mostra foi visitada por 190 mil pessoas de 50 nacionalidades diferentes. A programação incluiu seminário, palestras e workshops com diversos designers brasileiros.

A 9ª Bienal e a mostra DINGBATS BRASIL foram incluídas também na programação oficial do Congresso Mundial do ICOGRADA em Pequim, que contou com palestras de Ruth Klotzel e Kiko Farkas.

Ainda em 2009, o designer André Stolarski promoveu a ida da 9ª Bienal à Cidade do México, onde ficou por um mês no Museo Franz Mayer, paralelamente à 5ª Bienal de Design Mexicano.

Essa edição da Bienal marcou os 20 anos da trajetória da ADG e colocou em pauta um novo conceito para inscrição e seleção de trabalhos na mostra seletiva. A curadoria estabeleceu categorias expositivas conceituais que, de certa forma, podem ser considerados um passo adiante da organização dos eixos temáticos adotados na Bienal anterior, assumindo desta vez sua raiz curatorial. Design propulsor da economia; design, meio ambiente e sustentabilidade; design e memória; popular, regional e vernacular; design e interfaces visuais; poéticas visuais; comunicação sintética; fluxos e manifesto, formaram as nove categorias conceituais.

Para essa tarefa curatorial, foram convidados designer gráficos atuantes no mercado e um historiador relacionado com a área do design, que se responsabilizaram pela seleção de 283 projetos em um universo composto por 1.240 inscrições. Complementando o trabalho, cada curador escreveu um texto analítico, de fundamentação teórico-pratica, sobre os trabalhos selecionados em sua respectiva categoria.

A mostra foi realizada em São Paulo, no CCSP – Centro Cultural São Paulo, no período de 07 de março a 17 de maio. Paralelamente ocorreram palestras, encontros com designers,lançamento de livros, mesa redonda sobre ética e lançamento de livros, entre outras atividades.
CARVALHO, Sônia Valentim. O Cartaz nas Bienais Brasileiras de Design Gráfico. 1. ed. São Paulo, 2010. 89-91 p.