/ 1996

3bienal

3ª Bienal Brasileira de Design Gráfico

Ano: 1996

Local: SESC Pompéia – São Paulo

Nº de inscritos: 1.299

Nº de projetos: 168

Nº de profissionais: 115

A terceira Bienal da ADG – última edição exclusiva dos associados – apresentou 168 projetos de 115 profissionais, selecionados de um total de 1.299 inscrições. A mostra passou a acontecer no SESC Pompéia, que recebeu também as três edições seguintes da Bienal.

Em seu processo evolutivo, o crescente interesse gerado pelas duas edições anteriores da Bienal resultou no aumento de participantes nesta edição: das 200 inscrições, 133 foram selecionados para a mostra seletiva.

O júri da seletiva foi composto por Nelson Acar (consultor de marketing), Alexandre Dórea (editor de livros de arte), Francisco Homem de Melo (arquiteto e professor da FAU/SP), Claudio Ferlauto (arquiteto e escritor de textos sobre design) e Alex Chacon (vinculado à Gráfica Burti).

No que concerne a projetos, mais uma vez constatou-se que “identidade visual” concentrou a atuação dos associados: foram 41 trabalhos inscritos nessa categoria, contra apenas um participante em categorias como sinalização e tipografia e quatro inscrições na área de capas de discos.

Na categoria de cartazes, praticamente não houve crescimento no número de inscrições: nove projetos contra oito, na Expo ADG, e dez, na segunda Bienal.

O crescimento da Bienal nessa edição direcionou a mostra para um espaço maior. A mostra foi realizada no SESC Pompéeia, em São Paulo, no período de 4 a 22 de maio.

 

CARVALHO, Sônia Valentim. O Cartaz nas Bienais Brasileiras de Design Gráfico. 1. ed. São Paulo, 2010. 29-30 p.